i Ei! Marionetas 2017
Ei! Marionetas - Encontro Internacional de Marionetas de Gondomar

Ei! MARIONETAS 2017

A Lenda do Rio Douro

Intro

A relação entre a marioneta e a educação é também uma proposta a que nos já habituou o Ei! Marionetas.

Resultado de uma formação acreditada para docentes o Teatro e Marionetas de Mandrágora, através da marionetista Clara Ribeiro que dirigiu ao longo de diversos meses este projeto com o apoio do artista plástico enVide neFelibata, apresenta este espetáculo sob a forma de teatro de Luz Negra.

Nesta simbiose entre marioneta, educação e valorização do património imaterial local abordamos a lenda do Rio Douro que banha as margens do Concelho de Gondomar.

Sinopse / Synopsis

A História que vamos contar passa-se no Rio Douro.

Há muito tempo atrás, nesse Rio, bem no fundo das águas, vivia um peixe. Mas não era um peixe vulgar: era o mais belo peixe de todos os rios e oceanos. Tinha as cores do arco-íris e as suas escamas eram muito fortes e brilhavam com bastante intensidade. Nesse mesmo rio, todos os dias andava um Pescador, no seu barco à pesca.

Todos os dias, ao regressar a casa, ouvia uma linda voz. O som vinha de um castelo que ficava nas margens do rio… e o resto? O resto vou-vos mostrar.

Teatro e Marionetas de Mandrágora

O Teatro e Marionetas de Mandrágora é uma companhia profissional de teatro de marionetas com direção artística de Clara Ribeiro e Filipa Mesquita e direção plástica de enVide neFelibata.

A Companhia foi fundada em 2002, data que marca o início da nossa atividade profissional. Na simbiose de uma linguagem simbólica, que conjugue o património e legado tradicional e o pensamento e universo contemporâneo, nem sempre pacífica surge um elemento fundamental, a marioneta. Este elemento apoia-nos na procura de uma identidade cultural própria. O nosso objetivo é o de descobrir as potencialidades estéticas, plásticas, cénicas e dramáticas da marioneta em si mesma, como em relação com o ator e nessa descoberta explorar a dramaturgia que nos caracteriza. O de explorar a cultura e as culturas, a crença, a lenda, aliando-se à urbe, à exploração tecnológica, à velocidade da aldeia global.

Ao longo do nosso percurso artístico têm sido diversas as propostas quer nos públicos; adulto, jovem, escolar e familiar; quer na formação de base ou especializada. Uma das nossas grandes apostas é a digressão nacional e internacional dos projetos.

Descentralização, trabalho comunitário, criação em parceria e a valorização social e inclusiva são preocupações preponderantes no nosso quotidiano.

Agrupamento de Escolas À Beira Douro

Um projeto nasce da vontade de satisfazer uma dada necessidade ou de resolver determinado problema com que a realidade nos confronta. Uma sociedade que se quer projetar no futuro necessita de uma escola sempre em renovação, viva e criativa, não só a nível ideológico, como também a nível de atitudes. Apesar da herança cultural, comum a toda a comunidade escolar, e do território, fatores que constituem um todo com características e dinâmicas próprias. A especificidade de cada Agrupamento caracteriza a sua lógica de funcionamento.