i Ei! Marionetas 2017
Ei! Marionetas - Encontro Internacional de Marionetas de Gondomar

Ei! MARIONETAS 2017

Teatro D. Roberto
“Zé do Telhado” e “Castelo Assombrado”

Intro

Ei!. O teatro de fantoches, Dom Roberto, é já uma tradição de todos! Não podemos deixar de os ver, de os sentir, de fazer parte desta tradição que queremos manter viva.

Das crianças aos avós, o teatro Dom Roberto vive-se nas ruas, nas praças e nas feiras. E é exatamente da companhia Marionetas da Feira que Rui Sousa nos apresenta dois quadros do teatro mais tradicional português.

Quando escutarem o som característico da palheta e ouvirem o Dom Roberto, corram e gritem: Vem aí o Dom Roberto! Vivam os robertos!

Sinopse / Synopsis

Depois de 5 anos de apresentações das clássicas histórias de 'O Barbeiro' e da 'Tourada À Portuguesa', Rui Sousa recria 2 novas histórias em fortalecimento do espólio e património imaterial deste legado. As novas sagas de aventuras trazem de novo o personagem 'Dom Roberto' aos palcos e um justiceiro de outras épocas, o 'Zé do Telhado'.

Zé do Telhado

Conta-se que o 'Zé do Telhado' era uma espécie de Robin dos Bosques, que tirava aos ricos para dar aos pobres. Mas, na verdade, ele como pobre apenas tirava aos ricos para si e para os seus. Este personagem irá ter inúmeras peripécias que passam pelo romantismo com a sua bela e amada esposa até robustas pancadarias com a guarda. Pelo meio, ainda conheceremos o seu bando, um rico impiedoso e o seu grande amigo 'Camilo' que o ajudou a fugir da prisão. Vamos assistir a proezas, perigos e façanhas deste herói e ver quem leva a melhor no final.

Castelo Assombrado

No castelo de Santa Maria da Feira vivia a bela princesa 'Rosa', vigiada por um terrível dragão e prisioneira de um homem gigante que a tinha fechado a sete chaves numa das torres. O nosso herói 'Dom Roberto' que por ali passava ouviu os seus gritos de socorro e foi logo em seu auxílio. O pior ainda estava por acontecer… será que o nosso valente Roberto conseguirá desenvencilhar-se do gigante, do dragão e de outras terríveis ameaças? Salvará a Rosa e ficará ele dono do Castelo?

Marionetas da Feira

As Marionetas da Feira são atualmente a única companhia que recupera a arte antiga da construção e manipulação de marionetas de fios, através de espetáculos com as mesmas temáticas doutrora. Assume-se preservadora da tradição e património cultural desta vertente teatral, levada à extinção no séc. XX.

Esta arte era presença assídua e itinerante em todo o Portugal até à década de 70 do século passado através dos Mestres Manuel Rosado (Pavilhão Mexicano) e Joaquim Pinto (Faustinos). As Marionetas da Feira levam hoje de novo as marionetas de fios de norte a sul, e território insular de Portugal, como também além-fronteiras.

Por vezes e tendo como objetivo a exploração de outras técnicas, desenvolve projetos de poesia visual e contemporâneos.

Para além de toda a atividade destinada a palcos e rua, produz também ateliers de construção de marionetas e exposições itinerantes de marionetas.